Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina

24 de set de 2009

Quem é do mar não enjoa...

Eu não gosto muito de frutos do mar, não. Gosto de camarão e, dependendo da falta de preguiça, um caranguejozinho também entra bem. Preguiça porque haja disposição pra comer caranguejo, putz! O tempo que eu passo quebrando as perninhas de um deles já é mais que suficiente pra minha fome e aminha vontade de comer passe totalmente. Eu conheço gente que se acaba comendo aquilo, faz todo um ritual, desentranha tudo o que tiver pra comer de um caranguejo, eu fico maravilhada com isso, mas continuo com preguiça, tem jeito não.
Meu irmão e alguns amigos dele tão nessa lista de adoradores da arte de comer caranguejo. Dia desses ele, uma amiga e outro amigo compraram 10 caranguejos pra saborear no almoço de domingo. Só que eles tiveram que esperar um evento lá (num lembro o quê) e voltaram pra casa, desceram do carro e deixaram os caranguejos (vivos!) embalados em uma sacola plástica no veículo. Não parece óbvio, pra vocês, o que aconteceu depois?
Claro que, quando os três voltaram pro carro este estava infestado de crustáceos pra tudo quanto é lado: um deles procurava desesperado a chave (provavelmente pra ligar o carro e fugir do destino cruel que o aguardava); outros três descansavam sossegadamente no banco de trás do veículo (não pareciam nem aí pro seu Procópio se estavam à beira de serem devorados); mais dois estavam embaixo do banco do carona e outros dois discutiam furiosamente sobre algum tema polêmico (eles tavam pendurados na bonequinha Hello Kitty que balançava frenética por cima do volante), pq a briga já tava feia ali dentro, dava pra ouvir os “tlec-telec-telec-tlec” de longe.
Enquanto isso o Titão, amigo do meu irmão, encontrou uma excelente alternativa pra fisgar os bichinhos: um pegador de macarrão! Nesse cenário caótico meu irmão e a Lelê, sua amiga e dona do carro, sofriam muito, rindo desesperados dos caranguejos fujões e do Titão com o pegador de macarrão nas mãos. De repente eles se deram conta de que ainda faltavam dois caranguejos a serem resgatados. Pra surpresa da dupla, iam-se os ditos dois bichos cascudos fugindo, de pinças dadas, descendo a ladeira que nem o Brasil de Moraes Moreira. É claro que os pobrezinhos não foram muito longe, pois o pegador de macarrão não perdoou e colheu-os de volta. Eu não estava presente, mas deve ter sido um domingo, no mínimo, interessante. Menos pros caranguejos, lógico, que foram o prato principal do almoço.
Enfim, tem coisas que só acontecem com o Botafogo – outras, só na minha família... rs. Deixo vocês na companhia desta semaninha de frutos do mar, super simples e totalmente inspirada na aventura domingueira do meu irmão. :-D
Bjos!
PS.: os nomes dos atores desta tragicomédia foram modificados pra manter a dignidade dos malucos.







12 comentários:

  1. kkkkkkkkk, perdão amiga mais é ilário kkk Eu amoooo de paixão carangueijo, siri e camarão, deio qualquer coisas por essas delicias e não me canso E nos restos mortais você não encontra nadica de nada cato tudinho mesmo. Agora diz para essa galera aí que eles tiveram mais sorte que eu pois eu me destraí e o carangueijo agarrou no meu dedo que pela mãe do guarda, meu Deus que dor e conseguir abrir a boca do bichano foi sacrifício mesmo tirando a perna do corpo dele imagine? Fiquei semanas com um dedo inchado e outro cortado e ferido a sensação que tive é que ele deve liberar alguma substância que inflama sua pelo, mas mesmo assim ainda comi o ordinário kkkkkkkkkk A gora só como na praia onde ele já vem prontinho e é só alegria.Bjus Olha qto ao sapato bela escolha rs com eles seremos divas kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Olá amiga! Seu texto é ótimo! Muito engraçada a história, deve ter sido hilariante a cena. Adorei também os modelos de ponto cruz. Isso sim deve ser difícil de fazer, fico com as HQ. Tudo de bom para ti, bjs.

    ResponderExcluir
  3. Shirley! Pode me acrescentar na lista dos adoradores de caranguejo... Toda a minha infância e adolescência passava as férias numa cidade chamada Conceição da Barra, no ES, pertinho de Porto Seguro e lá tinha tanto caranguejo, que ao invés de churrasco ou feijoada, fazíamos caranguejada! Sou expert em traçar esse bichinho... Ah, tem um único período do ano (em fevereiro, eu acho) numa determinada lua, que os caranguejos soltam suas puãs (as maiores patinhas), nessa época fazíamos puâzada, vendia-se o MILHEIRO!!!
    Quanto ao seu comentario no meu post... inveja, senti um pouquinho de inveja de ti... nem goiabeira tenho!!!! Beijos!!!

    ResponderExcluir
  4. Ah sim! Desopilei o fígado de tanto que ri da história do seu irmão! Simplesmente maravilhosa!!!! Beijão!!!

    ResponderExcluir
  5. Olá amiga,
    Passei pra bisbilhotar e te convidar pra pegar um selinho promocional lá no meu blog, te espero.

    abraço.
    meire
    meireearte.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Shirley...mas que história amiga,kkkk. Adoro frutos do mar.
    Amiga tá linda essa semaninha, amanhã volto para pegar, boa noite e bjokas!

    ResponderExcluir
  7. Oi Shirley
    Obrigada pelo elogio, fico muito feliz em saber que gostou da caixa.
    Bjs e um otimo final de semana.

    ResponderExcluir
  8. Olá Shirley. Vim conhecer o seu cantinho e fiquei encantada. É muita coisa bonita!
    Bjs, e um ótimo final de semana.
    Pri

    ResponderExcluir
  9. Oi m1nha querida manaura, como está?
    Vim dar uma bisbilhotada por aqui!! Confesso que tb não tenho muita paciencia para comer caranguejos, mas depois desta história, acho que vou tentar de novo, pq deve valer a pena!!hahaha!!! Teus gráficos estão cada vez mais lindos!! Beijos e um ótimo fim de semana!!

    ResponderExcluir
  10. Eme, perdão nada, a intenção foi fazer rir mesmo... rs. Deve ser uma delícia ver vc comendo caranguejo (minha boca enche de água, mas a preguiça sempre me vence! kkkk)! na praia são oooooutros 500, né? Bjo, querida, boa semana!
    ----
    Alê, eu não vi (infelizmente) a cena, mas quando me contaram eu morri de rir! E como tava graficulandoestya semaninha, achei que valia a pena contá-la poraqui... rs. Os gráficos são bonitinhos mesmo, mas o Guiomar é muuuuuuito mais foufo, né? :-D Bjão, boa semana!
    ----
    Belle, taí, eu nunca imaginava que o nome das garras dos caranguejos se chamassem puãs! Eu imagino que deve vender que nem água, pq pelo que eu entendo é onde tão as carnes mais sabororosas dos bichinhos, né? fico pensandotbm na barulhada do toc-toc nessas puãzadas! kkkkkkkkkk Manazinha, eu tenho uma goiabeira que só me dá alegrias (além de deliciosas goiabas brancas, é claro!). É a única remanescente de um enorme pomar que tínhamos poraqui, infelizmente... :-( Enfim! :-D Bjão!!
    ----
    Belle, fígado bom é fígado totalmente desopilado, né? :-D Bjo!
    ----
    Meiroca, na quarta posto o selinho aqui, obrigada pelo carinho, viu? ;-) Bjão!
    ----
    Vana, a minha preguiça cresceu de tal forma que eu acabei me convencendo que não gosto de frutos do mar! kkkkkkkk Mas, manazinha de minhalma, eu acho LINDO ver as pessoas comendo, especialmente caranguejo... rs. Bjo, boa semana!
    ----
    Lu, eu AMEI a caixa! Gosto dessas coisas de menina que têm motivos pequerruchos, manja? Bjão, querida!
    ----
    Pri, que bom que vc gostou, linda! eu tento fazer coisas bonitas pra vcs, pq vcs merecem, né? :-D Bjão!
    ----
    Vivi, gauchinha linda, então vc é das minhas! rs. Mas aconselho vc a tentar, sim, mas tomar bastante cuidado com o lugar onde esquece os seus caranguejos (já viu a dor de cabeça que dá, né? kkkkkkk). Bjão, boa semana procê!

    ResponderExcluir
  11. Olá
    Muito bonito seu cantinho
    Seus trabalhos são lindos
    Parabens
    Sandra

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails