Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina

17 de set de 2010

Resultado do sorteio

Pessoal, consegui fazer o sorteio, mas não tenho como publicá-lo na íntegra poraqui. Então, tive que apelar para a generosidade de minhas queridas amigas blogueiras, na pessoa da Soraya, do blog Artesanato & Cia, que cedeu seu tempo e espaço para me ajudar. Assim, corram pra ver o resultado do sorteio, no Blog Artesanato & Cia!
Bjos a todos!

19 de jul de 2010

Um ano de Graficulando

Gente, este ano, em agosto, o Graficulando faz (aos trancos e barrancos, mas FAZ!) um ano de idade. E é claro que eu não vou deixar passar essa data em branco, né? Por isso tô lançando um sorteio, a ser feito no dia 31 de agosto, e o prêmio vai ser uma lindíssima bandeja e um pilão, tudo criação da alessandra Cocate, do Cântaro Artesanato e Ateliê, que tem criatividade e um estilo todo próprio e elegante. A moça, além de talentosa, tem uma paciência de Jó pra lidar com gente enrolada que nem eu... rs. Passem por lá e babem com as peças da Alê, vocês vão adorar! Táqui as fotos dos prêmios:



Ó: quem desejar participar só precisa colocar seu nome e e-mail nos comentários deste post e pronto, já vai estar concorrendo. Também pode divulgar o sorteio também, ok? Infelizmente só vale para as meninas do Brasil, me perdoem as que me visitam vindo de outros países, tá? :-(

Caso Bruno

Sei que vai ficar chato falar sobre isso depois de falar em festa, mas que coisa horrível essa barbaridade cometida pelo goleiro do Flamengo, hein? Ainda que ele não tenha executado por próprias mãos o crime, certamente ele, em algum momento, deve ter "soltado" que "precisava se livrar daquele problema", então os peões deste tabuleiro macabro, baba-ovos profissionais, se encarregaram de "salvar a vida" do patrãozinho. Fico imaginando a família da moça, sabendo pela TV que sua filha pode ter sido cortada e jogada aos cães ou "concretada" como se fosse algo descartável que devesse ser jogado no lixo. E não me venham com essa de que a Eliza seria uma "Maria Chuteira" ou similar porque isso NÃO JUSTIFICA! Era uma mulher, mãe e, acima de tudo: SER HUMANO. Essa situação é a prova cabal de que é preciso ter uma personalidade muito bem formada para conseguir lidar com dinheiro e poder que chegam em grande quantidade, subitamente. Que boxxxxta! >:-(

Gráficos - que é o que realmente interessa

Graficulei estas imagens e não lembro realmente de onde peguei. Porém, se alguém souber ou decidir que é de sua autoria é só me falar, ok? São relógios bem lindinhos, espero que vocês gostem. Bjos a todas e participem do sorteio!



27 de jun de 2010

O perigo que ronda as redes sociais e outras coisinhas mais

Depois de um looooooongo e cansativo inverno, tô de volta com meus gráficos. Vocês não tão entendendo o quanto eu sinto falta de graficular, de postar, de olhar as belezuras das minhas amigas artesãs, de comentar - enfim, de interagir aqui pelo Graficulando. Só pra ter uma noção, eu fico vendo gráficos em todo canto: naquela propaganda de carro (num lembro de qual montadora) eu só consigo olhar, maravilhada, pro quadriculado que vai se fomando conforme o carro vai andando. E nas placas laterais dos estádios da Copa do Mundo, que, quando vistas de perto, mostram que são nada mais nada menos do que gráficos de ponto cruz (aí eu fico olhando atentamente tentando adivinhar quantos quadradinhos tem de altura)! Poisé, coisa de gente doida, mas eu nunca disse aqui que sou sã, disse? rs.
Por falar em doidice, essa semana recebi um e-mail com umas considerções de um certo professor sobre o Orkut. Eu já tinha rcebido esse texto antes, mas cada vez que o leio me ponho a pensar sobre os perigos que as pessoas correm nessas redes sociais. Um perigo silencioso, mas real. Tem gente que acha bonitinho colocar lá:

"- Que maravilha, tô viajando dia 20.05, às 23:00h, deixo minha casa sozinha nas mãos dos anjos de Deus!"

Gente, pelamordedeus!, como saber se algum maluco (daqueles que gostam de roubas nossas coisas, manja?) não leram isso e tão só esperando chegar o dia 20? Garanto que às 23:01h eles já estão lá na casa dessa criatura, se fartando com seus eletrodomésticos e outras cositas mas. Assim, meus colegas, nem Deus consegue, né? Tem que ter coerência no que "anunciar" no orkut, msn, facebook, formspring, twitter e adjacências, porque a coisa já tá tão fácil pra bandidagem, por que facilitar mais ainda? :-|
Enfim!

Divulgação de blogs

Meninas, descobri que não existem, entre os sites que se propõem a divulgar blogs, os que tenham a opção "artesanato" - que coisa horrível. Sempre que vejo isso entro em contato pra garantir a esse povo que existe um mundo incrível de artesãos que blogam e que postam coisas lindíssimas, então nãoentendo o porquê dessa falta de interesse. Aqui e ali recebi respostas do tipo: "obrigada pelo seu contato, esperamos em breve atender à sua solicitação". enquanto isso, quero propor a vocês um lance: todas as sextas-feiras vou postar aqui no Graficulando links pros blogs de vcs, que tal? No mínimo 100 pessoas passam poraqui diariamente, então seria ótimo que elas vissem o trabalho de vocês, né não? Façamos assim: quem se interessar me mande o link que você quiser divulgar (do seu próprio blog, ok?) e uma imagem (de qualquer tamanho, eu me encarrego de ajustar) referente a este link que eu posto assim que tiver 6 links pra à disposição. Fico esperando, então, mãos à obra, artesãs do meu Brasil varonil!

Gráficos - atendendo a pedidos

Nesse tempo em que fiquei paradinha poraqui minha caixa de e-mails - que maravilha!!! - bombou com pedido de gra´ficos. O chato é que eu ficava me martirizando por não poder atender a todos. Mas isso mudou, senhores e senhores: finalmente chegaram minhas férias! E já comecei a graficular que nem doida pra atender minhas queridas amigas bordadeiras. E começo pelo pedido da Wanda, que me encontrou via Orkut e me pediu gráficos pequenos do cachorrinho Doki. Então tái, Wandinha, graficulei 2 pra vc escolher, ok?

Beijos, meninas, e vamos torcer pelo Brasiiiiiillllllllllllllllll! E sem moderação! rs.

28 de mai de 2010

Pedido de desculpas pela ausência do blog

Hellouses pipow!
Gente, tô vindo aqui só pra me desculpar pela ausência, mas garantoa vocês que é por pura falta de tempo, ok? Não tenho conseguido parar para graficular e o que eu comcei não consegui terminar :-( Como meu ojetivo neste blog é ofercer gráficos para as queridas bordadeiras se refestelarem, não vejo sentido em vir aqui postar qualquer outa coisa que não seja gráficos! rs. Mas a correira tá terminando, espero em breve conseguir terminar alguns dos meus projetos e postá-los aqui, além de voltar à deliciosa prática da visita nos seus blogs. Eu tenho conseguido postar em meu outro blog, o Bom Trabalho Acadêmico, mas só porque El Maridón de vez em quando me ajuda (já com gráficos ele não tem a menor afinidade! rs). Obrigada pela paciência, viu? Enquanto isso, fiquem à vontade para pegar os gráficos que quiserem e para pedir gráficos também.
Bjos, queridas,e até breve!

12 de mai de 2010

6 coisas que você não sabe sobre mim

Bom, fui indicada pela querida Vó Lili para fazer vocês saberem de 6 coisas que fazem parte da minha vida mas que nem todos sabem. Vamos lá!

- Nasci de uma cesárea, há quase exatos 43 anos atrás, sendo a filha do meio de uma família de 4 filhos: 3 meninas e 1 menino.
- Nasci já carregando uma doença chamada Osteogênese Imperfeita, que prejudica a formação dos ossos do corpo inteiro. Até meus 18 anos convivi em razoável harmonia com a dita, tirando as várias vezes que fui hospitalizada pra emendar ossos e lá ficava por 3, 4 meses – um saquinho! Mas também era divertido, eu ganhava muitos gibis, nos hospitais a ala infantil era super dinâmica e quem podia se locomover conseguia viver bons momentos com o restante da criançada. Depois dos 18 a coisa foi degringolando e eu comecei a sentir muitas dores na coluna (do pescoço ao cóccix, tudo é permitido! rs) e assim vou indo, pois a doença é degenerativa e evolutiva. Celavi!
- Nasci canhota, e assim fui até meus 6, 7 anos. Até que mamãe me colocou em uma aula de reforço (Matemática sempre foi os meus pecados!) e a professora, que era, se bem me lembro, Testemunha de Jeová, ficou horrorizada com a situação e, alegando que os canhotos tinham parte com o demo, me obrigou a aprender a escrever com a direita. Foi meio caótico, mas no final um saldo positivo: hoje escrevo com as duas mãos, além de outras pequenas tarefas (cortar e pintar as unhas, pintar, bordar, até abrir latas eu consigo com a esquerda e com a direita).
- Casei aos 21 anos e tenho um filho de 22 anos.
- Aos 6 anos eu quase morri afogada. Foi assim: meu avô, que era juiz, tinha um cartório no interior e pra lá íamos sempre que dava, era muito bom, às magens de um lago. Mas o lugar também sofria com as inundações. A casa onde ficávamos tinha pernas compridas (por motivos óbvios – as cheias) e uma escada também muito comprida. Um dia, durante a cheia, eu achei que seria legal pegar um saco plástico (maior do que eu) e enchê-lo com água e assim fui descendo, um a um, os degraus da escada alagada, até que não consegui mais suportar o peso do saco e caí. A correnteza era forte e me pegou de jeito, lembro perfeitamente quando passei por baixo do assoalho da casa e depois mais nada. Acordei ouvindo a história que meu tio, que tinha acabado de chegar, ouviu os gritos de minha vó: “Olha lá a Shirley, deitada no meio das canaranas!” Meu tio não pensou duas vezes: se jogou na água e me pescou (literalmente!). Depois lembro minha mãe me passando talquinho depois do banho forçado. Acho que por isso nunca mais na vida quis saber de passar no corpo" :-S
- Meu hobby é coisa de doido: montar quebra-cabeças. De preferência de 3000 peças pra cima. Monto e depois desmonto pra algum dia montar novamente. Tenho uns 10 aqui guardados, uns já montados e outros inéditos, só esperando um período de férias pra finalmente saírem da caixa direto pruma mesa.
Enfim, é isso! Ô vidinha desinteressante essa minha, hein? :-D
E agora minhas indicações. Das meninas que me visitam aqui no Graficulando indico:
Priscila

Diana

Dos queridos amigos do Dihitt indico:
Tereza Bolico
Demetrio Alexandre Guimarães
Maria de Fátima Jacinto

Regras:

a) Eleger seis amigos para repassar o MEME;
b) Colocar o link dos blogs listados;
c) Avisar o amigo sobre a postagem;
d) Deixar um comentário no respectivo Blog.

Gráfico

Hoje, atendendo a um pedido, posto uma Tabela Periódica. Quem pediu foi a Sonia, via Orkut, ela quer bordar em uma almofada pro filhão (segundo ela: mãe é mãe! rs). Soninha, taí a tabela, queridona, demorou mas saiu, né? Ela tá dividida em 4 partes, é só juntar uma na outra e botar pra bordar! Mas também tô postando ela por inteiro, pra você se orientar na hora de juntar as partes (acho que se guiar por ela fica complicado, os pontos aparecem pequenos demais...). Quero ver o resultado depois, hein?? :-D Bjos!

9 de mai de 2010

Pra vocês: artesãs, amigas - MÃES!!!!

Singela homenagem a vocês, meninas, mães, que me prestigiam e que são a razão deste blog! Bjos a todas, e um dia das Mães LINDO! :-D

Talvez eu tenha deixado de postar os gráficos de algumas meninas, mas é que eu não tinha certeza de que elas são mães :-( De qualquer maneira, sintam-se TODAS homenageadas, pois o meu carinho por vocês é igual!
E hoje também é niver do meu filhão, o Albérley, que tá fazendo 22 aninhos: Meu filho, beijo, te amamos! :-D

29 de abr de 2010

Profissões que eu já pensei em exercer mas tive que desistir

Eu hoje estou até satisfeita com a minha, digamos, "profissão", mas já teve vários momentos em minha vida que eu quis exercer uma profissão e por um motivo ou outro tive que desistir dela. Mas é sério, viu, gente? Vamos lá:
- Bailarina: eu quis, mas eu quis taaaaanto ser bailarina, mas com os meus ossinhos sempre tão frágeis eu jamais chegaria a fazer um entrechat - no máximo um épaulement (que é com os ombros...) :-|

- Atriz: eu até tentei participar de pecinhas do colégio e tals, mas tive que desistir - é que eu quase xixava de rir da "atuação" dos meus colegas artistas. Deu muito certo, não...
- Antropóloga: Mas só de pensar em me abaixar com aquelas vssourinhas pra varrer ossinhos já me doíam todos os ossos do corpo. Era arriscado eu morrer em algum sítio arqueológico e ainda ter que ser "varrida" por algum estagiário que achasse ter encontrado o esqueleto de algum dinossauro anão de milhões de anos
- Psicóloga: ah, essa eu ainda penso em seguir, ó! Eu adoro gente doida (apesar de achar que entender gente doida é o mesmo que confiar em político, mas...)!
- Eletricista - na primeira vez que eu quis arumar um interruptor levei um choque - é ou não é um bom motivo pra desistir?
- Advogada: eu ia morrer de fome, porque sabe quando eu ia defender um criminoso safado? NUN-QUI-NHA! E além disso, como eu iria saber quem era inocente ou culpado? eu também já tinha desistido de ser cigana, ora pois!
Bom, teve muitas outras profissões que eu pensei em seguir, mas se eu for colocar todas aqui vai faltar espaço. A gente quer sempre tanta coisa, né? rs. Fica pra próxima encarnação!

Gráficos

Apesar das dores e do trabalho eu até que produzi bastante. Quando via uma brechinha abria meu PcStitch e botava pra graficular, ô delícia! Só faltava tempo pra postar, pra divulgar, pra comentar nos blogs amigos etc. Mas aos poucos as coisas vão se arrumando. Então hoje trouxe uma coisinha que já temum tempinho eu não posto: semaninhas! Escolhi essas corujinhas, que são dos meus pássaros preferidos, por serem tão peculiares e diferentes. Acho que elas ficam super bem também em ponto cruz e bordadas em qualquer espaço, mas na cozinha elas cabem como uma luva! Bons bordados, meninas!


Recadinho: queria muito agradecer às minhas amigas e amigos que me visitaram e comentaram no post "Por quê eu prefiro comentar no Dihitt" e a quem eu não respondi porque ainda tava um pouco dolorida e meio dopada. Mas adorava vir aqui e ver os comentários amigos e carinhosos de vocês: So (do So Artes), Andréa, Elzinha, Márcia, Jô, Maria, Eme Fialho, Luli, Lin, Débora, Priscila, Néa, So (do Artesananto & Cia.) e os meus queridos dihittianos VóLili, Carlos Roberto, Fernandez e povo do Dicas Variadas ba Web. Obrigada a todos! :-)

17 de abr de 2010

Os médicos estão cada vez menos humanos...

Devido a esse meu pequeno probleminha ósseo eu preciso, de vez em quando, fazer visitinhas a ortopedistas, é fato. Porém, encontrar um especialista decente, pelo menos aqui em Manaus, tá ficando cada vez mais complicado e eu acabo desistindo de ir ao médico - e assim vou sofrendo, é sofrer sem parar... rs. Eu já devo conhecer uns 10 ortos, mas nenhum deles me agradou de verdade. Ok, teve um que me agradou, sim, mas daqui a pouco falo dele.
O primeiro ortopedista que "frequentei" foi o que me emendou meu fémur esquerdo, quando eu tinha 19 aninhos. ele me azarava descaradamente, mas era um grosso e eu não dava nem bola pro "charminho" dele. Recentemente eu o visitei novamente, na esperança que ele tivesse melhorado. Esperança vã, lógico. ele me olhou, constatou que eu tava acima do peso, olhou pra mim e fez aquele conhecido gesto do zíper na boca: "Feche a boca, garota, pra vc não perder a sua elegância!" Faltou pouco pra eu mandá-lo ir tomar onde as patas tomam. Saí de lá e nunca maia voltei. mas fechei a boca, claro.
O outro foi o que eu visitei quando caí, em 2007. Um bom médico, super atencioso, quando fui à clínica onde ele atende olho e lembrou de mim na hora: ahá, a moça do decote! Eu, doutor, eu mesma! Ótimo médica, mas a clínica dele é das piores: pra tirar um raio-X tive que esperar por mais de uma hora e na sala só havia uma senhora devagar-quase-parando, que ainda teve que pedir ajuda pra tirar a chapa. Nunca mais voltei com ele também.
Mais recentemente ainda fui ter com o ortopedista que cuidou do ácido úrico do marido. Um gato, pensem num homem bonito! Aí eu entrei, falei da intensa dor que tava sentindo no ombro, que eu só cheguei lá por que marido foi comigo, me amparando (nunca pensei que a gente precisasse tanto de um braço pra andar...) e tals. Aí ele se levantou da cadeira, pegou minha mão carinhosamente (que foufo!) e - PÁ!!! - deu um puxão no meu braço pro rumo de trás. eu não me fiz de rogada, claro: gritei em alto e bom tom! Aí ele, pensativo, se questionou: será que tá quebrado? Antes de chegar lá não estava, mas depois daquele puxão ninguém me tirava da cabeça que tinha quebrado meu bracinho em 1000 pedaços. Mas não era: era a tal dessa bursite que até hoje me persegue e incomoda.
Ah, teve um outro médico que visitei em 2006, logo que voltei de uma viagem de são Paulo. Me foi muito bem indicado. O moço super acessível, atendia todos os dias, sempre que era prciso ele tava lá, presente. só tinha uma coisinha: com ele era fisioterapia e mais nada! Mas doutor, e se estiver doendo?, Ele: ah, tome um dorflex. Cara, nós fizemos a mesma faculdade, pois dorflex já era meu conhecido há um bom tempo!
Enfim! Os médicos estão a cada dia menos humanos, foi só eu que percebi? Mas não dá pra generalizar, claro: aqui em Manaus existe um doutorzinho, acho que ele é descendente de chineses (não importa, é japinha e eu AMO japinhas!), o Dr. Chang Chia Po. Que excelente médico e que ser humano melhor ainda! Super carinhoso, preocupado, eficiente sem ser clínico demais. vivia levando bronca da direção do hospital (do SUS) onde ele atendia porque demorava demais com seus pacientes no consultório. O médico bom, segundo o SUS, é aquele que em 3 minutos t atende - mesmo que não te cure. O único defeito do Dr. Chang é um defeito terrível: ele não aceita o meu plano de saúde em sua clínica.
E assim vou sofrendo duplamente - é sofrer sem parar! rs :-( Mas celavi, vamos em frente porque atrás vem gente!

Gráficos

Eu tive que formatar meu PC (de novo!) e no fim perdi uma série de gráficos que já tinha terminado. Como eu queria porque queria colocar essa série no ar, recomecei os gráficos e ontem consegui terminar este, um quadro da lenda da vitória-régia, uma das mais bonitas daqui da minha região.Conta a lenda que Naiá queria porque queria ser amante da Lua e virar uma estrela, então todos os dias subia as montanhas mais altas, perseguindo o grande círculo prateado no céu. Naiá vivia triste, pois a Lua nem tchum pra ela, claro. Até que um dia, ao olhar para as águas de um lago, Naiá viu a lua e pulou nas águas escuras, perseguindo seu sonho. E sumiu. A lua, com pena, resolveu transformar a indiazinha em uma estrela diferente, que não brilhasse no céu, e sim nas água dos rios amazônicos. E daí surgiu a vitória-régia, essa flor majestosa e bela. Que foufa, a Lua, hein?
Então, bordadeiras de plantão, preparem seus dedinhos mágicos e transformem esse gráfico no que vocês quiserem, usando nosso velho conhecido e amado ponto cruz. E tenham um bom final de semana!


27 de mar de 2010

Por que eu prefiro comentar pelo Dihitt

Eu recebi um e-mail que me perguntava: "Ô moça, porque você só comenta nos espaços do Dihitt, hein?" Bom, respondi, sabe o que é? É que no espaço do Dihitt, não tem letrinhas chatas nem "aprovação do dono do blog", entendeu? Eu tento comentar o máximo de blogs possível, mas confesso que nos blogs que tento comentar e vejo as temíveis letrinhas verificadoras e ainda aprovação do comentário desanimo total. Daí o porquê deu preferir o espaço de comentários do Dihitt, que é super limpo e democrático. Eu já falei sobre isso AQUI, mas quem me fez a pergunta não leu... rs. Enfim!

Gráficos

Quem não gosta de quadros, né? Eu adoro, especialmente na cozinha, onde a getne sempre coloc algo com motivos que lembrem comida: um almoço, um lanchinho, uma café ou um chá. E quando o assnto é ponto cruz, os motivos tipo "Time's Tea" ou "Hora do Chá" são, na minha opinião, alguns dos mais belos de se ver e mais deliciosos de bordar. Então que tal bordar estes motivos que juntam bules, xícaras, pratos e flores, formando lindos quadrinhos pra enfeitar suas cozinhas? Ah, mas eles também vão bem em uma sala de jantar! Enfim, o que vale é pegar suas linhas, catar aqueles pedaços de 20 x 20 cm de etamine do fundo do baú e aquela moldura antiga que pode muito bem ser reciclada e botar pra bordar, que é coisa que alivia o estresse e enche os olhos da gente de beleza. Depois é pendurar na parede e se orgulhar do trabalho bem feito!

22 de mar de 2010

Quando a única opção é superar

No finalzinho do ano de 2007, às vésperas do reveillon, eu caí, literalmente, de cara no chão. Lembro com dolorosa clareza a sensação de ter perdido a sensibilidade do pescoço pra baixo, assim como do alívio que senti quando, ao ser levantada do chão por meu marido, eu senti uma dor lancinate me corroer a coluna, me provando que eu não sairia daquela aleijada. O que ficou, dessa queda, foi um decréscimo ainda maior dos movimentos de meu pescoço (pois minha 7.a vértebra ficou comprometida), além de dores terríveis (como se eu tivesse poucas com que me preocupar...). Recentemente ouvi de alguém assim: "poxa, não sei como você ainda consegue rir de uma situação dessas!" Bom, eu não tô aqui pra servir de exemplo de vida pra ninguém, mas me reservo o direito de atuar como testemunha: testemunha de que ainda que as dores existam (todo mundo as tem, é ou não é?) é possível, sim, sorrir - ou melhor: rir! Rir da, na e com a vida, antes que ela nos faça de lesos e ria da gente. Vamos ser felizes que é melhor!!!

Bom, e pra seguir com minha linha "ser feliz apesar de tudo", larguei de mão a dor no pescoço que tem me assolado desde quinta-feira, sentei à frente do pc e graficulei essas 3 menininhas foufas, que certamente irão fazer a felicidade de quem quer bordar pra presentear, pra vender - não importa qual seja o objetivo, o ponto cruz sempre dá uma mãozinha! E como são gráficos voltados pra meninas, também era uma idéia ensiná-las a bordar, que tal? Cabecinha nova é excelente campo pra criação de trabalhos ma-ra-vi-lho-sos, hein? ;-)
Bjos, moçada, boa semana!

PS.: Gente, ainda tá rolando a rifa da Soraya, são 7 peças maravilhosas (que eu tô dooooooida pra ganhar! rs), clique AQUI pra participar!
Related Posts with Thumbnails